O Mistério do Círculo, de Leandro Luzone + Resultado da Promo Dia Mundial do Rock.

19 comentário(s)
Autor:  Leandro Luzone 
Editora:  Novo Século, selo Novos Talentos da Literatura Brasileira
Nº de páginas: 432


Sinopse: Em pleno século XXI, em meio a uma série de mortes misteriosas, cujos indícios revelam o ressurgimento da Inquisição, um assassino, à solta em Londres, mata as suas vítimas com instrumentos assustadores, desafiando o inspetor Kent Moreton e o seu assistente Jacques Gilly a solucionar o mistério antes que seja o fim do Círculo, uma ancestral ordem mística.
Nesse contexto, um padre italiano, Gianluca Bonera, conhece Ayna Fulke, uma cientista pesquisadora de um laboratório especializado em células-tronco, em virtude da doença de sua mãe. Aos poucos, eles despertam para o amor, à medida que ocorrem os assassinatos. Porém, o que Bonera não podia imaginar é que Ayna, além de cientista, era uma sacerdotisa do Círculo.
Envolvidos nessa inesperada trama policial, Ayna e Bonera participam das investigações e tentam ajudar a Scotland Yard a descobrir a verdadeira identidade do assassino. Entretanto, após a descoberta de novos indícios, a Congregação para a Doutrina da Fé – a seção da Cúria Romana que substituiu a Inquisição – torna-se a principal suspeita dos assassinatos das sacerdotisas, pela possível participação de um de seus membros.
Após o convite de Ayna, Bonera conhece o Círculo e passa a acompanhar as cerimônias da Roda do Ano Celta. Apesar do ceticismo inicial, aos poucos, ele percebe um renascimento em sua espiritualidade, que lhe proporciona uma nova perspectiva de entender o mundo, esquecida através do tempo e da evolução da humanidade.

Jesus disse: Reconheça o que está diante de teus olhos e o que está  oculto a ti será revelado. Pois não há nada oculto que não venha a ser manifestado”.
Evangelho de São Tomé – Pág. 09

Que a igreja católica fez coisas muito ruins e brutais na antiguidade todo mundo sabe:  A Inquisição matou milhares e milhares de mulheres suspeitas de bruxaria, sendo que muitas delas não tiveram sequer um julgamento justo; mas isso foi há muitos anos atrás, certo?


Errado, afinal tudo leva a crer que vários crimes “atuais” (o livro se passa no ano de 2006) estão fortemente ligados à Inquisição.


Londres, 21 de Junho de 2006 - uma mulher é brutalmente assassinada com um instrumento antigo chamado Mesa de Evisceração*. Em seu pescoço é encontrado um cordão com uma cruz de ferro.


1º de Agosto de 2006 – Outra mulher é friamente morta e novamente o crime é bárbaro. O instrumento usado desta vez foi a Roda do Despedaçamento*. Preso a seu pescoço, um cordão idêntico ao encontrado na primeira vítima.


Esses são apenas os dois primeiros de uma série de crimes brutais que começaram a ocorrer em Londres. A única ligação entre as falecidas é que as duas eram sacerdotisas de uma seita\religião secreta.


O que você faria se fosse uma sacerdotisa com plena consciência de que está entre as próximas vitimas?


E o que faria se fosse um padre, descobrindo que talvez a sua “santa” igreja não é tão santa assim, ou pior, se percebesse que se encontra completamente apaixonado por essa sacerdotisa?


É com este enredo, regado a muito mistério e suspense, que se passa toda a história de O Mistério do Círculo.


Confesso que o livro me surpreendeu bastante, a estória é diferente, envolvente e me fez ficar doida para descobrir o que aconteceria no final.


Mas como tudo na vida tem seu lado positivo e negativo, O Mistério do Círculo também tem seus pontos negativos, na verdade – e em minha opinião - dois pontos:


Neste livro ocorre a mesma coisa que citei na resenha de OsMeninos de Gateville; diálogos que poderiam ser cortados, e diria mais, até alguns capítulos poderiam ser retirados, pois são coisas que não fariam falta alguma na essência da história.


O outro ponto é a descrição em excesso. Quem, prestes a ser cruelmente morta, descreveria minuciosamente os lugares por onde casualmente está passando? Não faz muito sentido. Isso acaba fazendo você perder um pouco o ritmo da leitura.


Mas como disse antes, o livro é sim muito bom. O autor vai deixando pontas soltas entre um capítulo e outro o que faz com que você não pare de ler, enquanto não descobrir  “os porquês” de todos aqueles crimes horríveis.


Para quem adora Dan Brown, o livro é uma ótima pedida!


*Mesa de Evisceração: O condenado era preso sobre a mesa de modo que mãos e pés ficassem imobilizados. O carrasco, manualmente, produzia um corte sobre o abdômen da vítima. Através desta incisão, era inserido um pequeno gancho, preso a uma corrente no eixo. O gancho (como um anzol) extraía, aos poucos, os órgãos internos da vítima à medida que o carrasco girava o eixo.


*Roda do Despedaçamento: Uma roda onde o acusado é amarrado na parte externa. Abaixo da roda há uma bandeja metálica na qual ficavam depositadas a brasas. À medida que a roda se movimentava em torno do próprio eixo, o acusado era queimado pelo calor produzido pelas brasas. Por vezes, as brasas eram substituídas por agulhas metálicas.
Este método foi utilizado entre 1100 e 1700 em países como Inglaterra, Holanda e Alemanha.

Fonte e mais informações sobre métodos de tortura e execução na Idade Média: http://www.spectrumgothic.com.br/ocultismo/inquisicao/torturas.htm


Adicione o livro no skoob: http://www.skoob.com.br/livro/118850







~ ~

Mudando de assunto... Gente, já tenho o resultado da promoção Dia Mundial do Rock.

A sortuda da vez é a Sabrina Sousa, parabéns Brina!!


Beeijos!    ;*



19 comentários:

Mariana Ribeiro disse...

Olá, Rapha!!
Ainda nem li os livros do Dan Brown rs. Nem posso opinar a respeito do estilo de escrita do autor, mas os fatores negativos que destacou na resenha me fizeram desenimar a respeito deste livro. rs
Pode ser que algum dia eu mude de ideia a respeito.
Adorei a resenha!!
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Sabrina disse...

Obaa!
Estava muito ansiosa por esse resultado! hehe
Obrigada, Rapha. Muito feliz! ;)

Sobre a resenha, parece ser um livro super envolvente, pois deu pra perceber que o que não falta é mistério. Só não curti o fato de que as mulheres continuam sofrendo perseguição, sendo assassinadas brutalmente!
Gosto dessas estórias que apresentam suspense, pois fazem com que eu termine o livro rapidinho. rsrs
A semelhança com Dan Brown é, realmente, muito visível. Até pensava que o livro era dele, mesmo não lendo ainda nenhum livro do mesmo!

Beijão, Rapha!
@BrinaSophie

Gabriela Wegner disse...

Parabéns pela postagem!
Eu nunca tinha visto o livro, mais deve ser bem legal!
E parabéns é claro, para a sortuda que ganhou a promo né?!
Beijinhos.
Gabi - Meninas e seus Livros...
http://livrosemeninas.blogspot.com

RUDYNALVA disse...

Rapha!
Super resenha, gostei!
Não li ainda Dan Brown mas gosto do estilo dele.

Parbéns Sabrina.
cheirinhos
Rudy

Thais Priscilla disse...

Não sei se leria esse livro D;

Beijocas,
Thais P.
http://thaypriscilla.blogspot.com

Caue1507 disse...

gostei bastante da capa do livro, mas acho que não iria gostar de ler, eu gosto um pouco de livros de mistério mas não curto mto o estilo de dan brown, me perco muito nas histórias dle.. =[ e parabens para a vencedora!*-*

--
hangover at 16

Ana Ferreira disse...

Rapha,
Tenho uma queda por livros que tratem desses temas polêmicos envolvendo heresia e religião paralelamente.
A história desse é muito boa, aparentemente, e ainda envolve um romance interessante, com ares de proibido. Vou me informar mais a respeito!
Agora, que coisa horrorosa essa mesa de evisceração. Deu-me nojo completo. Asco.

Raphaaa, fico contente em saber que o Destaque tornou-se a sua coluna favorita, também estou adorando fazê-la. Também fico indignada com esse desligamento do povo aos seus blogs, como você pôde notar, rs.

Beijinhos,
Ana - Na Parede do Quarto

Julia G disse...

Adorei o enredo do livro, não conhecia, mas fiquei bem curiosa para ler. Gostei muito dos livros do Dan Brown, se for mesmo nesse estilo, deve valer a pena.

E parabéns à ganhadora.

Beijos
Conjunto da Obra

Bih Lima disse...

Mesmo sendo o meu estilo de livro, acho que as longas descrições me deixaram com um pé atrás. Odeio livros desse estilo.
Ótima resenha!
Beijoss
Bianca,
Book Mania
http://bookmaniablog.blogspot.com/

Adriana disse...

O livro parece realmente bom, cheio de mistério e suspense, adoro livro policial! E o melhor, é de um autor brasileiro, cada dia a gente se orgulha mais disso!!!
Parabéns Sabrina!!Bjo Rapha!

Thaís Varine disse...

Não dei nada pro livro quando vi a capa, mas vendo sua resenha ele tem um potencial incrível e deve ser muitooo interessante mesmo! Gostei e vou colocá-lo na minha lista. ;D

Beijos

Regiane Cristina S. disse...

Eu adoro esses livros que falam da iquisição, caça as bruxas, e o interessante saber, que em o Mistério do Círculo é como se fosse nos dias atuais.

Eu gosto de livros bem detalhados, mas quando são completamente exagerados, eu desanimo. Foi o caso do livro Heresia da editora Arqueiro. Demorei mais de um mês para lê-lo. Só não abandonei porque era de parceria.

Mas voltando ao livro da resenha, eu gostei muito da proposta dele. Pretendo lê-lo futuramente.

Beijinhos

Ler e Almejar

Nathália Risso disse...

Oi Raphinha :) Tudo bem?
Quando começei a ler sua resenha logo pensei no Dan Brown *.* Adoro os livros dele!
Fiquei super curiosa para ler esse livro, parece ser ótimo! Porém descrições demasiadas são cansativas né!
Mas adorei a dica e a resenha ficou ótima!
Ah vou enviar e-mail :D
Obrigada pela visita e pelo comentário!
Tem post novo no blog: Novidades Literárias #11
Participe das promoções do blog -> http://migre.me/5e4eo
Passa lá :)
Beijos, Nath
@brgnat
Books In Wonderland - http://www.booksinwonderland.com

Rapha disse...

Mari: Ah.. mas sinceramente, eu gostei bastante do livro, leia sim flor! :)

Brina: heheheh Sortuda!!! :P
Não mesmo.. hehe Semelhanças visiveis! :)

Gabi: hehehehe ;P

Ruddy: Acho que vc ia adorar o livro ^^

Thais: hehehehe
É bom :D

Cauê: A capa é linda!booom.. tem que prestar mta antençao pra nao esquecer alguns fatos hehehe

Aninhha: Nossa flor, acho que vc iriar adorar este livro!
E vc nem imagina os outros instrumentos usado, o pior é saber que um dia, eles realmente foram usados ;/
Qndo a sua coluna.. nada a declarar ;/ hehehe

Julia: Vale sim ^^

Bih: hehehe Bom, só lendo pra saber :)

Dri: Isso mesmo flor!! *-*

Thaís: hehehe que bom! :)

Rê: é super interessante.
Bom, eu já nao curto mta descrição hehehehe
Ixi, aí fica dificil, né?

Nathi: Oi flor ^^
Que bom que gostou *-*

Beeeeijão!! ♥

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Já li esse livro, Rapha.
Pra mim, a história começou bem, mas juntando oq vc já disse, repito oq eu disse na minha resenha: o assassino fazia oq queria e a polícia não tomava nenhuma providência. E outra: eles tinham a lista das sacerdotisas e sabiam que o assassino iria atrás de todas elas, uma por uma. Qual seria a atitude lógica? Levá-las a um lugar seguro, protegê-las. Mas não... novamente a polícia não faz nada e nem as sacerdotisas. Mesmo com medo, ao invés de fugirem pra se salvar, continuam vivendo suas vidas sem alterar a rotina. Acho que a construção da história deixou muito a desejar e não consigo compará-lo a Dan Brown... rs.

Beijinhos!

Mah disse...

Ah eu adoro livros que evolva a velha e fofa Scotland Yard. Me pareceu bem Dan Brown esse livro, mas isso nem o desmerece, já que gosto muito dos livos do Dan.

Parabéns Sabrina!!

Beijos,
Mah | Livro e Coração

Mayara Pongitori disse...

Alguns livros brasileiros têm mostrado esse lado negativo de exceder na descrição, eu tenho achado isso. E, infelizmente, é uma das coisas que me fazem não gostar do livro.

Mas gostei bastante da história, o autor foi bem corajoso porque questionar mesmo que na ficção a Igreja Católica é bem audacioso. Gostei!

=**

This Gomez disse...

Olha, Rapha, curto muito o estilo Dan Brown. E a sinopse parece mesmo interesante, mesmo com os pontos a melhorar que citaste. Eu sou louca por livros de suspense e um nacional é um prêmio o//

Vou dar uma checada pra adicioná-lo no meu álbum suspense nacional =)

Beijão, flor!

This Gomez
Steampink
Canto e Conto

Ana Luiza Rosa disse...

Oie Rapha!
Então, o livro parece ser bem estilo "Dan Brown" mesmo, mais eu não sei se leria, não gosto muito de livros com mortes muito brutais e mistério em excesso, como aparenta ter esse livro.
Mas gostei bastante da resenha! :)

beijos, Ana Luiza
Livros ao Meio Dia

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela visita!
Aproveite e deixe sua opinião a respeito do post, vou adorar! ;)

Para que eu possa responder seu comentário, deixe seu twitter, facebook, e-mail, ou qualquer outra forma de contato rsrs :D

Beijos e volte sempre :*