Oportunidade Para Escritores & Algumas Notas ;)

Bom diiiiia pessoal!! \o/

Fala sério, essa semana está voando, não é mesmo?! O bom é que o final de semana chega mais rápido, rsrs

Bom gente, o post de hoje traz uma oportunidade incrível para escritores, principalmente aos iniciantes que muitas vezes se sentem desestimulados diante do difícil mercado literário, onde raramente as editoras os apoiam apenas pelo fato de serem nacionais (Graças a Deus esse quadro está mudando!). Traz ainda algumas notinhas sobre o dia de hoje - 21 de março, confiram!

♥ [SUPER] Oportunidade Para Escritores ♥

A Editora APED (http://www.apededitora.com.br) mostra mais uma vez que dá o maior apoio e incentivo à nossa literatura. Neste ano se iniciou um projeto lindo:

A cada dois meses um autor será escolhido e terá o seu livro publicado pela Aped, sem custo algum, além de contrato assinado com a editora. Não é concurso, não é sorteio.

A Aped irá realizar todas as etapas editoriais e gráfica e o autor será contemplado com 10 exemplares, e ainda terá o seu livro inserido no catálogo para venda nos sites das grandes livrarias. Os originais serão escolhidos por sua qualidade e talento do autor.

Quem quiser ter a obra avaliada deve entrar em contato pelo e-mail: aped@wnetrj.com.br , no campo assunto, coloque: Meu livro publicado pela Aped. Informe também o seu nome completo e telefones para contato.

Ficou interessado? Quer saber mais sobre essa incrível iniciativa?
Acesse: 

♥ Notas do dia: 21 de Março ♥

Dia 21 de março é um dia tão lindo, né?! Não, não é meu aniversário! rsrs

Hoje, para quem não sabe, é o Dia Internacional contra Discriminação Racial, Dia Internacional da Síndrome de Down, e também Dia Mundial da Infância, ou seja, é uma data mais que importante. 

Vamos parar um pouco e refletir sobre nossas atitudes, nosso preconceito (sim, nosso, afinal tudo o que é diferente é mal visto pela sociedade e não digo apenas em relação a cor da pele). 

Não importa a cor da pele, sexo, classe social  ou o número de cromossomos... somos todos h-u-m-a-n-o-s e filhos de Deus, merecedoremos de, no mínimo, respeito. Já passou da hora de entendermos que ninguém é melhor que ninguém.

 “Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, sempre vai existir guerra.”
Bob Marley

Vamos passar a amar mais e julgar menos ;)

Quanto ao Dia Mundial da Infância, eu ia colocar alguns dados aqui, mas são chocantes (dêem uma pesquisada em Trabalho infantil, exploração de menores e violência contra crianças, vocês vão querer chorar!), mas como o intuito do post não é dramatizar e sim tentar "mudar" a situação vou colocar um texto que achei no site da UNICEF que tem tudo a ver!

Dez maneiras de contribuir para uma infância sem racismo

1. Eduque as crianças para o respeito à diferença. Ela está nos tipos de brinquedos, nas línguas faladas, nos vários costumes entre os amigos e pessoas de diferentes culturas, raças e etnias. As diferenças enriquecem nosso conhecimento.

2. Textos, histórias, olhares, piadas e expressões podem ser estigmatizantes com outras crianças, culturas e tradições. Indigne-se e esteja alerta se isso acontecer – contextualize e sensibilize!

3. Não classifique o outro pela cor da pele; o essencial você ainda não viu. Lembre-se: racismo é crime.

4. Se seu filho ou filha foi discriminado, abrace-o, apoie-o. Mostre-lhe que a diferença entre as pessoas é legal e que cada um pode usufruir de seus direitos igualmente. Toda criança tem o direito de crescer sem ser discriminada.

5. Não deixe de denunciar. Em todos os casos de discriminação, você deve buscar defesa no conselho tutelar, nas ouvidorias dos serviços públicos, na OAB e nas delegacias de proteção à infância e adolescência. A discriminação é uma violação de direitos.

6. Proporcione e estimule a convivência de crianças de diferentes raças e etnias nas brincadeiras, nas salas de aula, em casa ou em qualquer outro lugar.

7. Valorize e incentive o comportamento respeitoso e sem preconceito em relação à diversidade étnico-racial.

8. Muitas empresas estão revendo sua política de seleção e de pessoal com base na multiculturalidade e na igualdade racial. Procure saber se o local onde você trabalha participa também dessa agenda. Se não, fale disso com seus colegas e supervisores.

9. Órgãos públicos de saúde e de assistência social estão trabalhando com rotinas de atendimento sem discriminação para famílias indígenas e negras. Você pode cobrar essa postura dos serviços de saúde e sociais da sua cidade. Valorize as iniciativas nesse sentido.

10. As escolas são grandes espaços de aprendizagem. Em muitas, as crianças e os adolescentes estão aprendendo sobre a história e a cultura dos povos indígenas e da população negra; e como enfrentar o racismo. Ajude a escola de seus filhos a também adotar essa postura.

Texto retirado da UNICEF (http://www.unicef.org/brazil/pt/multimedia_19297.htm)

  Viva as diferenças...


 E o amor! ♥

8 comentários:

Lu Piras disse...

Muito legal, Rapha! Legal a oportunidade que a APED está abrindo aos escritores iniciantes! Vou divulgar também!
Lindo esse texto da UNICEF. Sem dúvida, nosso planeta é melhor por causa das diferenças. Valorizar as diferenças enriquece e nos faz evoluir. Investir nas crianças é investir no futuro. Hoje é mesmo um dia muito especial, um dia para refletir e pensar nas nossas atitudes. O futuro é agora.

Beijocas,

Lu
www.equinocioaprimavera.blogspot.com

Luara Cardoso disse...

Muito lindo seu post Rapha. Realmente, hoje é um dia muito importante. É um dia que a gente tem que celebrar as diferenças, pois elas deixam o mundo mais bonito.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Tullia Maria disse...

Flor!! Que post mais lindo! *-*
Gostei de você não ter "dramatizado"... Não apresentou só o problema, deu a solução! Espero que nós possamos mudar!
Adorei a iniciativa da editora!!
Quando terminar meu livro, vou ver se consigo alguma coisa... rsrsrs
Beijo!

She disse...

Parabéns, minha Linda,está simplesmente fantástico! ;) Beijo, beijo
She

Gabriela Orlandin disse...

Primeiro sobre a oportunidade a novos autores: também estou muito feliz que a realidade sobre a dificuldade de um autor nacional ser publicado estar mudando. Temos autores nacionais de talento, e precisamos valorizar isso. Muito legal a iniciativa, espero que dê super certo!
Sobre as datas... Não sabia que hoje era dia de tudo isso! Texto muito bonito e sim, precisamos parar com esses preconceitos bobos. Acho que as gerações mais novas já estão mais abertos a isso, mas o povo mais antigo é duro na queda e não muda de opinião =(
Beijos.

Jessica Asato disse...

Tá aí uma coisa que nem sabia: hoje ser "Dia Internacional da Síndrome de Down"! Poxa, isso é bacana né?
Hoje também é o dia da poesia, uau, quantas comemorações!! ;)

Beijos!

Evellyn disse...

Post mt legal Rapha!
É bom ver editoras com oportunidades por aqui ;)
E achei as dicas bem uteis e importantes! Não sabia do DMC!

beijos
Evellyn!

Andressa Leite disse...

Muito bom esse post! Viva as diferenças.
E que legal esse projeto da editora, poderia existir mais incentivos para a literatura brasileira.

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela visita!
Aproveite e deixe sua opinião a respeito do post, vou adorar! ;)

Para que eu possa responder seu comentário, deixe seu twitter, facebook, e-mail, ou qualquer outra forma de contato rsrs :D

Beijos e volte sempre :*