[Foi Pra Telona] Série Millenium, por Roberta Spindler

Oi pessoal, tudo bom?! 

Hoje é dia de estreia aqui no Doce Encanto ~ oba!! \o/

Esta é a primeira edição do "Foi Pra Telona", coluna feita pela querida Roberta Spindler, que trará indicações de filmes (e/ou Séries) baseados nos nossos amados livrinhos.

Confiram!


Foi Pra Telona: Série Millenium

Sinopse: Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios na cidade de Hedestad, Suécia. Mesmo depois de passados 36 anos, seu tio Henrik (Christopher Plummer) ainda recebe uma flor emoldurada, o mesmo presente que a sobrinha lhe dava. Mikael Blomkvist (Daniel Craig), um jornalista econômico determinado a restaurar a sua honra depois de ser condenado na justiça por difamação, é contratado por Vanger para desvendar o desaparecimento de Harriet. Escondido em um chalé na ilha onde o assassino ainda pode estar rondando, ele conta com a ajuda da hacker Lisbeth Salander (Rooney Mara) para solucionar esse antigo mistério.

Com mais de 60 milhões de exemplares vendidos mundialmente, não há dúvidas de que a trilogia Millenium, composta pelos livros: Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A Menina que Brincava com Fogo e A Rainha do Castelo de Ar, é um fenômeno literário. Seu autor, Stieg Larsson, morreu subitamente em 2004, vítima de enfarte, e infelizmente não pôde desfrutar do sucesso de sua obra.  


Os livros



Versão Sueca

Como era de se esperar, este famoso best-seller não demorou muito a ganhar suas adaptações cinematográficas. Isso mesmo, mais de uma! Em 2009, foi lançada a produção sueca Os Homens que não amavam as mulheres (Män som hatar kvinnor) estrelada por Noomi Rapace (Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras) como a hacker Lisbeth Salander e Michael Nyqvist (Missão Impossível 4) como o jornalista Mikael Blomkvist. O filme foi um sucesso estrondoso na Suécia e alavancou a carreira de Noomi Rapace, que, diga-se de passagem, teve uma atuação brilhante.





Versão Americana
Dois anos depois, ao final de 2011, o renomado diretor David Fincher lança a sua versão para o suspense sueco. Muita gente ficou receosa com este filme e alguns mais extremistas chegaram a alegar que a película sueca não precisava de um remake. Felizmente, os temores quanto a obra de Fincher eram infundados. Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres (The Girl with the Dragon Tattoo) é um filme muito bem resolvido e também mais fiel ao seu material de origem (a obra de Stieg Larsson).

           
                                                                                                   




 
Rooney Mara ou Noomi Rapace, qual a melhor Lisbeth?
Com o roteiro de Steven Zaillian, a adaptação americana modifica poucos elementos do romance e acerta ao dar destaque às cenas de Lisbeth. Afinal, querendo ou não, é a hacker anoréxica e antissocial que rouba o show tanto nos livros quanto nos filmes. E vamos falar da atuação de Rooney Mara, antes praticamente desconhecida e agora indicada ao Oscar de melhor atriz. A Lisbeth Salander de Mara é até mais intimidadora que a de Noomi Rapace, com sobrancelhas descoloridas, piercings e penteados bizarros. Entretanto, embaixo de toda essa couraça, ainda conseguimos perceber a fragilidade da personagem.

As ótimas atuações de Daniel Craig, Christopher Plummer e Stellan Skarsgård, tornam Os Homens que Não Amavam as Mulheres um filme ainda mais rico. Valendo aqui salientar que o Mikael do nosso conhecido agente 007 está muito mais convincente e parecido com aquele retratado no livro do que o interpretado por Michael Nyqvist.

Contando com uma das mais belas aberturas do cinema atual, Os Homens que Não Amavam as Mulheres é um filme imperdível. Suas cenas fortes e temas macabros podem afastar os mais impressionáveis, mas aqueles que aceitarem resolver o mistério de Harriet Vanger com Lisbeth e Mikael não vão se arrepender.

PS: E as adaptações da obra de Stieg Larsson não vão se restringir apenas à sétima arte. A DC/Vertigo já anunciou a Graphic Novel intitulada The girl with the dragon tattoo, com o lançamento previsto para novembro deste ano. Serão seis edições escritas pela romancista Denise Mina e desenhadas por Leonardo Manco e Andrea Mutti. Veja a capa sensacional desenhada por Lee Bermejo:
Abertura do filme:


Trailer: 






 Sobre a Colunista:

Facebook | Skoob | Twitter | Site

Roberta Spindler nasceu em Belém do Pará, em 1985. Graduada em publicidade, trabalha como editora de vídeos. Nerd confessa, adora quadrinhos, vídeo games, livros e rpg. Escreve desde a adolescência e é apaixonada por literatura fantástica. Teve seu primeiro livro, Contos de Meigan – A Fúria dos Cártagos, publicado pela Editora Dracaena em dezembro de 2011. Além disso, publicou nas antologias Psyvamp e Deuses, da Editora Infinitum, e Tratado Secreto de Magia – Vol. II, da Editora Andross.

13 comentários:

Tefinha disse...

Eu adorei a versão americana. Confesso que me assustei um pouco com a violência no começo, mas depois me acostumei (e até pensei em incentivar). Não vi a versão sueca, então não posso dizer qual achei melhor, mas a americana me agradou demais.

Tefinha - http://aminhadimensao.blogspot.com/

Jessica Asato disse...

Oi Roberta!!
*-*
Que bacana! Eu já tinha visto na locadora o filme "Män som hatar kvinnor" mas não tive ânimo pra assistir. E a trilogia do Stieg Larsson também não li, apesar de me falarem que é ótima! ;)

Beijos!

Gabriela Silva disse...

Oi flor para assistir o filme Para Sempre é só baixar nesse link aqui: http://bitshare.com/files/wf0dtkw1/P6r7.S6mpr8.-Th7.V8w-.L5g3nd2d-.rmvb.html

Mil Beijos!
http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

Andressa Leite disse...

Nossa eu sou louca para ler a trilogia! Ainda mais agora com esse filme. Só ouvi elogios até hoje, independente das versões.

Canto e Conto disse...

Oi, meninas!!
Parabéns pela estreia e a coluna, Robertinha *.*
Eu quero ler esta série, talvez ainda este ano, mas tenho algumas prioridades na frente :3

Agora fiquei curiosa para ver a abertura! Vou comprar o DVD assim que sair no mercado =)

Beijos meninas!

This

Ana Agnes disse...

Estou louca para ler essa série... dizem que eu não aguentaria, pq é forte. Mas quem liga? Quero ler e pronto. E quero antes de ver o filme! hehe
Beijos

Ana
@eufases
www.euleitora.com.br

Renata Leite disse...

Oi :)
É tão legal quando os livros viram filme! Gosto bastante, os filmes sempre ficam muito bons!

Beijos.

Michely Oliveira disse...

Já ouvi falar do Livro e fiquei curiosa, com vontade de ler. Sabia que tinha virado filme, mas não dois filmes!
Curti sua crítica!!

Adriana T disse...

Não li o livro e também não assisti nenhuma das adaptações, mas tratando-se de um clássico da literatura tenho vontade de ler.

Cynthia. disse...

Eu ainda quero muito ler o livro para poder falar melhor sobre as adaptações. Acho que já vou ficar no grupo "extremista", hehe. Não gostei do remake. Achei o filme sueco muito melhor do que esse novo que lançou por agora, tem algumas diferenças que me fizeram achar o remake muito "forçante". Mas como não conheço a história original, não sei qual deles é mais "fiel", ou, vamos dizer, melhor em relação ao livro. Muitas coisas ficaram omissas nesse remake, por exemplo, mas dá pra saber que a Lisbeth é uma hacker e a forma como ela e o Michael se conhecem nos dois filmes é bem diferente.

O filme é bom, sim, mas achei o sueco, vamos dizer assim, muito melhor.

Mas eu gostei do post, fala um pouco sobre os dois e, ainda ism, achei a Lis do sueco também melhor, hehe.

Um abraço!
http://ninanoespelho.blogspot.com

Paula disse...

Os livros são maravilhosos! Quanto aos filmes, só vi a versão americana, que pra mim foi sensacional! Ain vou ver as suecas e fazer as minhas comparações. =)

She disse...

Show! Que máximo! Adorei a história dela e de suas obras, ver tudo na telona deve ser o máximo da realização... ;)
Beijo, beijo, minha Linda, e excelente semana!
She

Rosane Fantin disse...

Parabéns pela tua coluna, Roberta! Vi as duas versões de Os Homens que não Amavam as Mulheres para o cinema e confesso que é difícil dizer qual a melhor. Quando vi o filme sueco fiquei maravilhada, pois não tinha ideia do que esperar, pois não tinha lido nada a respeito. Ao contrário das inúmeros refilmagens americanas de filmes europeus, esta versão ficou tão boa ou melhor que a original. Não li os livros da série, mas imagino que devam ser muito bons. Ainda pretendo fazer isso.
Para quem ainda não viu o filme, vale a pena mesmo!
Beijo!
Rosane
http://romancesaovento.blogspot.com

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela visita!
Aproveite e deixe sua opinião a respeito do post, vou adorar! ;)

Para que eu possa responder seu comentário, deixe seu twitter, facebook, e-mail, ou qualquer outra forma de contato rsrs :D

Beijos e volte sempre :*