Domingo Cult, por Tullia Maria: Os Relógios

15 comentário(s)
Autor: Agatha Christie
Editora: Best Bolso
Páginas: 280
O que você faria se fosse contratado para fazer um serviço e, ao chegar ao local combinado, desse de cara com um homem morto, apunhalado no peito? E se a moradora daquela casa fosse uma cega que jura que nunca ligou para lhe contratar? Pois é isso que acontece com a estenógrafa Sheila Webb que, de repente, se vê envolvida numa incrível trama policial.

Logo que se depara com o corpo, Sheila sai correndo, desesperada, e acaba esbarrando em Colin Lamb, um agente secreto, que estava à procura de uma casa em Wilbraham Crescent (condomínio onde a história se passa). Ela então lhe conta o que aconteceu e os dois chamam os policiais.

Enquanto a polícia realiza as investigações, percebe algo inusitado: Na sala há quatro relógios, todos eles marcando o mesmo horário, 4:13h. O grande problema é que a dona da casa, Mrs. Pebmarsh, afirma que nenhum deles pertence a ela. Aparentemente, também não são da vítima do crime, que, inclusive, não possui nenhuma identificação. De quem seriam afinal? É uma pista que ajudaria na resolução do caso?

Através dos depoimentos conhecemos mais pessoas que podem estar envolvidas nesse misterioso assassinato: os vizinhos excêntricos, funcionários do escritório de estenografia¹ e parentes de Sheila. O grande problema é que todos afirmam não ter visto nada e Lamb poderá contar apenas com a ajuda de uma criança que adora observar a rua de sua janela.

Em meio a um caso aparentemente complicado, marcado ainda por outros dois assassinatos, Colin acaba recorrendo a Hercule Poirot, detetive belga, para desvendar o crime. E é nesse momento que as tão conhecidas “células cinzentas” de Poirot, grande herói de boa parte das tramas de Agatha, entram em cena.

O nosso ilustríssimo detetive aceita o desafio de Lamb e pretende resolver o mistério sem sair de sua poltrona, contando apenas com os relatos detalhados de seu amigo. Ele também dá ótimas dicas para que o agente secreto obtenha informações: nada como uma conversa trivial para que as pessoas revelem aquilo que sabem.

Afinal, quem estava mentindo? Como o corpo foi parar naquela casa? Mrs. Pebmarsh tinha alguma coisa a ver com isso? Quem, afinal, havia contratado Miss Webb? O horário marcado nos relógios corresponde à hora do assassinato? Enquanto fica intrigado com o mistério, o leitor também recebe dicas e pode tentar solucionar o caso. E se preparar pra um final verdadeiramente inesperado!

O livro é simplesmente envolvente! Eu confesso que sou suspeita a falar, pois sou muito fã da Dama do Crime. Mas, afinal, poucos conseguem escrever tramas policiais tão bem elaboradas como as dela e apresentar explicações bastante convincentes sobre o que motivou os assassinatos.

Nessa história, Agatha ainda nos proporciona uma bela reflexão sobre as coisas do passado que ficam mal resolvidas. E o tempo, esse arquiteto engenhoso, garante que algumas personagens se reencontrem para esclarecer antigas atitudes que podem causar reviravoltas na trama.

Adicione o livro em sua estante do skoob:
http://www.skoob.com.br/livro/5165-os-relogios

Compre: Saraiva (Por R$ 14,90 - Ed. bolso)

Estenografia¹ : Processo de escrita formado de sinais abreviativos convencionais que permitem transcrever as palavras quase tão rapidamente quanto são pronunciadas. O mesmo que taquigrafia.

*Explicação e desculpas pelo atraso: Este post era para ter ido ao ontem, mas como a Tullinha, que faz as resenhas do Domingo Cult, não tem conta google, sou eu (Rapha) quem fica responsável por colocar os posts no ar. Mas como eu viajei este fim de semana não deu tempo de postar, então o jeito foi deixar pra hoje rsrs.

Beeijos (Meu e da Tullia ^^) 
:**

15 comentários:

Mireliinha disse...

Hey :D

Saudades de ler os livros da Agatha! Ela manda muito bem!
Resenha maravilhosa!

:*
Mi
Inteiramente Diva

Livros e Tsurus disse...

Eu preciso ler um livro da Agatha Christie!

É uma vergonha eu não ter lido nenhum até hoje. Tenho que mudar isso. o/

Adorei a resenha. Gosto muito de livros de investigação. ;)


http://livrosetsurus.blogspot.com

Nathy Miranda disse...

Oi Rapha,
Obrigada por ter aceitado a parceria, coloquei o link do " Doce Encanto" lá, mas vou modificar depois para colocar os banner e adiciono o seu.

Adoro a Agatha, mas ainda não li este (vai entar na minha lista).

Beijos!!
Na Toca com a Coruja.

musicos e cia disse...

adoro agatha;;;seus livros são muito bons mesmo!

Julia G disse...

Rapha, faz tempo que não leio um livro da Agatha, mas concordo plenamente que as histórias dela são fantásticas e maravilhosamente bem elaboradas. Essa não parece ser diferente.

Beijos
Conjunto da Obra

Kivia Nascentes disse...

Todo mundo fala TANTO da Agatha Christie e acredita que eu nunca li um livro?! Sempre tem alguém me indicando algum livro dela e acaba que sempre esqueço ou deixo pra lá.
Quem sabe não será com esse que conhecerei o trabalho da autora?

gostei do post ^^
beijos e boa semana querida.

Adriana disse...

Eu sou suspeita pra falar dos livros da Agatha, pq simplismente adoro! Adoro todo o mistério que envolve a trama e depois todo o desenrolar e as explicações do Poirot, enfim, fiquei aqui, morrendo de vontade ler mais esse livro! A resenha me deixou supermegacuriosa, adorei, bjo!

Alquimia dos Romances disse...

Sou super suspeita para falar de Agatha Christie. Sempre tem um aqui em casa, para o caso das outras leituras não estarem fluindo bem. Fiquei triste em saber que vc não pode vir a Bienal, mas estou juntando UM MONTE DE MARCADORES para VOCÊ... rsrsrs
Você vai gostar... Depois dá uma olhada lá no blog. Estamos com visual novo... BJS!

Andressa Leite disse...

Amo a Agatha, ela com certeza é uma das minha autoras preferidas. Não conhecia essa estória, estou tentando ler todos os livros dela, algum dia eu consigo,kk =D.

Déia disse...

Já li três livros da Agatha Christie, apesar de ter me divertido com a leitura, eu acho todas as tramas muito parecidas umas com as outras.
Sua resenha ficou ótima :)

Aline Gasparini disse...

Ah, adorei a resenha :D Tenho apenas três livros da Agatha Christie, porém ainda não li nenhum, que vergonha né? 'Haha. No entanto estou louca para ler esse que você citou, afinal, adoro quando o livro é envolvente.

Beijos&beijos
Book is life

Mah disse...

Oiii Rapha.
Agatha é tudo hein? Adoro os livros dela, mas faz um tempão que não leio. Sua resenha me trouxe uma ótima nostalgia dos livros da Agatha.

Beijos,
Mah ~ Livro e Coração

Tullia Maria disse...

Oie... Vim responder os comentários!! :D

Mireliinha: Obrigada... Por que você não volta a ler os livros dela?? Valem muito a pena!!

Livros e Tsuros: Neem é vergonha!! Mas com certeza é uma perda... Os livros são maravilhosos!! Por que você não escolhe um Agatha para ler?? :D Obrigada!!

Musicos e cia: É verdade...

Kivia: Quem sabe?? Tomara que sim!! Os livros são maravilhosos!! Muito obrigada!!

Adriana: Que bom que a resenha alcançou o seu objetivo: te deixou curiosa!! Os Relógios é uma obra maravilhosa! ;)

Alquimia: Sua mensagem foi pra Rapha, né?? Então a resposta é por conta dela... Mas que bom que gostou da minha resenha!

Andressa: Algum dia eu também consigo.. hehehe

Déia: Obrigada!! Já eu acho que cada tarma vale a pena! :D

Aline: hahaha... Vergonha, não!! Mas aproveite a oportunidade, já que gostou da história! Obrigadaaaa *-*

Nathy, Julia e Mah: A Rapha com certeza vai responder suas mensagens! Mas obrigada por gostar da minha resenha!!

Beijãao! :)

Anônimo disse...

Ótima resenha e lindo o blog, parabéns! Amo os livros de Agatha Christie! Recomendo também uma outra obra dela que é "Um brinde de cianureto", tem igualmente uma história que nos envolve do início ao fim, repleta de reviravoltas na investigação do crime. Beijos, Janaína.

Rapha disse...

Oi Janaína :) Obg pelo comentário ^^ Vou ver se leio esse livro! Beijão

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela visita!
Aproveite e deixe sua opinião a respeito do post, vou adorar! ;)

Para que eu possa responder seu comentário, deixe seu twitter, facebook, e-mail, ou qualquer outra forma de contato rsrs :D

Beijos e volte sempre :*