Resenha: Um Certo Verão, de David Baldacci

9 comentário(s)

Adicione o livro no skoob - aqui.
Há algumas semanas, um exemplar de “Um certo verão”, do autor norte-americano David Baldacci, chegou em minha casa. E vocês bem sabem que não há nada que me deixe mais feliz que um livro chegando pelos Correios. Mesmo com uma lista imensa – e que insiste em não diminuir – de livros para ler, resolvi dedicar algumas horinhas para esta publicação da Editora Arqueiro.

Confesso que não foi a ilustração da capa que me chamou a atenção, tendo em vista que não me apetecem muito os livros com fotos de pessoas na capa, contudo, ao ler a sinopse atrás do livro, me interessei. Fiquei bastante curiosa, pois já na sinopse nos eram apresentadas muitas revelações.
Infelizmente, me pareceram que os únicos momentos de tensão e de real importância já nos foram anunciados justamente na sinopse! Explico-me: já de início, aqueles leitores devoradores de capas e orelhinhas de livros ficam sabendo que acontece de mais importante. Isto me decepcionou um pouco, admito.
Porém, devo dizer que, ainda assim, a leitura de “Um certo verão” vale a pena. Por quê?

Primeiramente, porque o cenário que nos é apresentado não é dos mais comuns. Geralmente, as leitoras de chick-lit de plantão, como eu, estão acostumadas às mulheres fortes, independentes, capazes de superar quaisquer problemas profissionais, amorosos e familiares. E essa figura existe nessa história, seu nome é Elizabeth Armstrong. Esta mulher cuida do marido e dos três filhos de modo incansável, especialmente quando o tal marido está sofrendo de uma doença terminal e já está acamado, sentindo-se impotente. Entretanto, um milagre às avessas na véspera de Natal transfigura esse cenário.
A mulher forte, incansável e independente morre em um acidente de carro e um marido à beira da morte se vê desesperado com o possível futuro de seus três filhos, que em breve ficariam sem pai e já estavam sem mãe.
A força de vontade de Jack Armstrong, no entanto, prova ser mais resistente que sua própria doença, e milagrosamente este militar incapacitado está bem e gritando a plenos pulmões que deseja a guarda de seus filhos que, após o acidente de Lizzie, está com os avós maternos.
Além da história de superação de Jack, o livro de David Baldacci também demonstra a construção de um lindo relacionamento, baseado em amor e confiança, que ele constrói com sua filha Mikki – uma adolescente um tanto revoltada e que não nutria uma boa relação com seus pais. É realmente comovente como a família Armstrong consegue se reconstruir mesmo depois de uma tragédia que abalou toda família.
Retirado daqui.
E o mais belo e interessante dessa história familiar é o local onde a família consegue reatar e fortalecer seus laços: uma pequena cidade litorânea, cidade natal de Lizzie, mãe das crianças. Lá, a família Armstrong encontra o Farol de Lizzie, o farol que era frequentemente visitado por ela e que tinha um significado muito especial para a família da esposa de Jack. Nesta cidade, os Armstrong também encontraram pessoas essenciais para que pudessem se reerguer e fazer com que um certo verão pudesse transformá-los de uma maneira inesquecível!

Aproveitem a leitura e depois me contem o que acharam!

Beijos :*
~ * ~

Acompanhem o blog pelas redes sociais: Facebook Twitter e instagram (@raphachristante)
Daniela de Souto Inocêncio, tem 23 anos, formada em Letras – Português, mora em Brasília. Deslumbrada por livros e música, fez dos primeiros sua profissão e primeiro amor e, da segunda, sua paixão.

9 comentários:

Sofia disse...

Oi meninas! Confesso que esse livro nunca me chamou de fato atenção (também não me agrada muito fotos de pessoas na capa), mas agora fiquei levemente curiosa, parece muito bom!

Beijão

My Favorite Book disse...

Já tinha visto outras resenhas desse livro que falavam justamente isso: a sinopse revela muita coisa! Bom, por isso que não a li (não que eu me lembre). Esse livro está de promoção no Submarino e estava pensando seriamente em comprá-lo, aí leio essa sua resenha e agora que estou louca mesmo querendo adquiri-lo (mas comprei outros livros essa semana e meu dinheiro foi todo embora ): ~o que fazer?).

Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

Julia G disse...

Eu quase comprei esse livro em uma promoção do submarino, mas resisti bravamente (com tantos livros na estante, melhor deixar alguns a mais de lado). Parece ser bonito, mas não aquele livro todo que eu imaginava que seria.

Beijos

Mylla Stefany disse...

Oie Rapha, tudo bem? Uau! Fazia muuuuito tempo que eu não passava aqui, né? Que saudades!!!

Eu não gostei taaaanto assim desse livro, eu achei legalzinho, mas confesso que esperava mais da história.

Beijokas da Mylloka :*
Blog da Mylloka

Carla A. disse...

Ah, que lindo! Gosto bastante de livros com temática familiar. Gostei! :D

Beijos, Entre Aspas

Samantha (Samgirl) disse...

Vi este livro de oferta, mas confesso que sua sinopse não me chamou muito a atenção, a respeito da capa, achei bonita.

Eu tenho essa mania de ler as orelhas e a sinopse primeiro, tenho que para com isso, mas no caso da sinopse é difícil, quando você fica com dúvida se compra ou não um livro...

Após ler a resenha estou pensando em adicioná-lo a minha lista de desejados ;)

Bjsss

http://samgirl-arts.blogspot.com.br/

thaila oliveira disse...

oi Rapha, oi Dani que escreveu a resenha :) nossa o que eu posso dizer? que quero esse livro desesperadamente?
ma isso é óbvio!!!

essas histórias com o conflito familiar me envolvem de uma forma impensável que eu acabo me envolvendo e curtindo mais a leitura

http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Adriana T disse...

Eu li logo que foi lançado e não gostei muito, achei meio forçado, não me convenceu. A única coisa que eu gostei foi do cenário e da capa (Eu achei linda)

Daniela Inocêncio disse...

Meninas, que bom que vocês curtiram a resenha! :)
Ah, eu sempre esqueço de deixar meus contatos, né? Aqui vai o link do meu FB: https://www.facebook.com/daniinocencio!

Beijos

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela visita!
Aproveite e deixe sua opinião a respeito do post, vou adorar! ;)

Para que eu possa responder seu comentário, deixe seu twitter, facebook, e-mail, ou qualquer outra forma de contato rsrs :D

Beijos e volte sempre :*