Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos, de Roberta Spindler e Oriana Comesanha

13 comentário(s)
"Meigan é um mundo diferente do nosso, morada de seres especiais e poderosos que se denominam magis. Na aparência são exatamente como nós, mas as diferenças não podem ser ignoradas por muito tempo. Os magis tem uma relação especial com a natureza e seus elementos, moldando-os a sua vontade e apoderando-se de sua força. Esses elementos, chamados mantares, não se limitam apenas aos conhecidos fogo, terra, ar e água. Existem muitos outros, como as sombras, o tempo e até mesmo o controle sobre o próprio corpo (...).

Contos de Meigan – A Fúria dos Cártagos começa com Maya Muskaf preparando-se para voltar para casa. Depois de três anos vivendo na Terra, o momento de retornar a Meigan finalmente havia chegado. (...) Voltaria a Katur, capital de Meigan, e pediria perdão por todas as brigas passadas. Assim, abandonou sua vida terrena e entrou na primeira caravana que encontrou. 

Entretanto, seus planos acabaram tomando um rumo muito diferente daquele que imaginara. No caminho de volta, os soldados que a escoltavam acabaram encontrando destroços e um corpo no chão. Logo que avistou o homem morto, com os cabelos tão brancos quanto sua pele e os olhos inteiramente negros, Maya soube que se tratava de um dos cártagos – antigos magis que traíram seu povo e por isso foram banidos para uma dimensão paralela. As implicações para tal presença em território magi eram gravíssimas e não demorou muito para que a garota e seus companheiros descobrissem que os magis traidores estavam tomando o Solo Sagrado e derrubando seus portões de defesa. 

Agora, em meio ao caos de uma violenta batalha, Maya vai precisar lutar para sobreviver e conseguir responder as perguntas que tanto lhe afligem. Como os cártagos conseguiram acesso ao Solo Sagrado? Onde estavam os guardiões dos portões, os mais poderosos guerreiros de Meigan? E, a mais importante de todas, conseguiria chegar a Katur a tempo de encontrar sua mãe?"
~ * ~ 

Como vocês devem ter percebido pela sinopse, Contos de Meigan é um livro de literatura fantástica, então comecei a ler com bastante receio de não gostar da leitura, afinal não sou muito fã do gênero, mas um livro com a qualidade que Contos de Meigan tem, faz qualquer um se tornar fã do que quer que seja, e eu tive que me entregar a essa incrível leitura!

No prólogo, através de um relato de um representante dos Sábios, nos é feita uma breve introdução ao mundo Meigan: sua história, o surgimento de seu povo e sua antigas lendas. É muito importante ler com atenção, pois muitas coisas no decorrer do livro surgem daí.

Depois, a estória já se inicia com a chegada de Maya à uma Meigan quase totalmente destruída após a invasição dos cártagos no Solo Sagrado, local em que eles sequer poderiam pisar.

A partir daí o livro começa a pegar fogo, com muitos fatos surpreendentes acontecendo. Novas invasões, guerras, vingança, traições. Você lê, lê, lê e quer mais, quer as respostas para todas as dúvidas que surgem no decorrer da leitura.

Pode parecer exagero (ou até puxa-saquismo), mas tudo no livro me agradou <3

A capa é linda demais e as páginas são amareladas *-*

A linguagem é simples e apesar das novas palavras criadas, o livro é de fácil compreensão, mas para ajudar os mais desatentos (ou os que como eu não conseguem decorar nomes com facilidade), no tumblr do livro há um glossário super bacana pra gente acessar durante a leitura (confira aqui).

A estória é super original e até agora estou me perguntando como alguem(s) consegue criar um mundo diferente (Meigan), com seres diferentes (magis, apoc, cártagos, Sábios, guardiões) e dar tanta veracidade naquilo. Meigan parece realmente existir, assim como toda a sua história, povo, cultura e lendas.

Guardião do 7º Portão
As personagens são muito bem construídas. Meu personagem preferido é o Sétimo Guardião, toda aquela confusão que passa pela cabeça dele, seus medos, incertezas, é tudo muito intenso. Keyth, o Sábio também foi um personagem que me conquistou, sempre muito divertido e.. sábio, hehehe. Quanto à Maya, não consegui gostar muito dela. Apesar admirar a força que possui, não consegui achá-la determinada. Ao contrário, só vi uma garota mimada que queria ver suas vontades atendidas.

A única coisa que fica a desejar é a revisão. No início do livro não há muitos erros, mas no decorrer a coisa começa a piorar. Mas isso não é nada que tire o brilho do livro, além de que pode ser facilmente consertado numa próxima edição. 

Obs: ao contrário do que o título faz parecer, o livro não é composto por contos. Esse (A fúria dos Cártagos) é o primeiro livro da grande saga Contos de Meigan.

Super recomendo! (Aguardo ansiosa a continuação!!)
 

Fanpage (Tem ilustrações lindíssimas do livro por lá) x Skoob.

A nota do livro no skoob é de 4,8 (sendo 5,0 a nota máxima).

Quem quiser aproveitar e garantir seu exemplar, o livro está em promoção por R$ 30,00 e frete grátis.

Contato para compra: contosdemeigan@gmail.com

Alguém aí já leu, o que achou?

 Beeeijão pessoal, boas leituras! :*

13 comentários:

Roberta Spindler disse...

Obrigada pela bela resenha Rapha!
Fico muito feliz que tenha gostado da leitura! =)
Adorei as fotos que você tirou!
Beijos

Natália Alves disse...

Eu amei Contos de Meigan e fico feliz de, ao ler a sua resenha, constar que você também gostou da história. É bem original mesmo e o final deixa com uma vontade de maais! Espero pelo próximo livro ansiosamente (e preciso comprar o meu).

Adorei a resenha!

Beijo:*
Naty.

Sammysam Rosa disse...

Ótima resenha Rapha! Sinceramente, eu não esperava tanto do livro, mas posso ver que vou adorar lê-lo, tenho tido uma experiência muito boa com livros de fantasia e fiquei interessada em ler Contos de Meigan *-*.

Muito obrigada por responder meu contato! Entendo perfeitamente, e caso haja vagas no futuro, estamos ai ;)

Bjs

daimaginacaoaescrita.com

Ane Reis disse...

Oie Rapha!

Só leio resenhas positivas desse livro.
A capa me dá um pouco de medo rs..., mas a história parece ser bem legal.

Estou realmente começando a ficar bem curiosa =D

Ótima resenha flor!

bjus e uma ótima semana!
;***
anereis.
mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Hannah Monise disse...

Nunca li, Raphinha!
Mas, confesso, também tenho um grande receio por ser literatura fantástica. Não é mesmo o meu gênero favorito, prefiro os policiais e romances no "mundo real", sabe?
Mas, enfim, às vezes vale mesmo a pena tentar, não sei quais os livros fantásticos que eu já li, mas, quem sabe, né?!
Adorei a ideia do livro, me lembra muito a base de Eu Sou o Número Quatro.

Beijos,
Hannah - Secrets of Book.

Paloma Viricio disse...

Oiee flor! Sua resenha ficou ótima, conseguiu colocar os pontos principais direitinho. Vejo muitas pessoas falando desse livro..que realmente é maravilhoso e um novo mundo criado. Entretanto ainda não consegui sentir muita atração por ele.
Beijos!
Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

Nathália Risso disse...

Oi Raphinha! Há quanto tempo não passava aqui ;)
Olha, ultimamente estou fugindo de literatura fantástica, não porque eu não goste, mas é porque fiquei saturada, e acho que preciso me desintoxicar hahahahaha...
Mas esse livro parece ser realmente interessante, achei a história bem criativa! Sua resenha ficou incrível, super bem explicada e deu para entender super bem :)
Por enquanto não tenho interesse em lê-lo, mas quem sabe mais pra frente?
Obrigada pela visita e pelo comentário! Tem post novo no blog!
Beijos, Nathi
@bookswonderland
Books in Wonderland

Thais Belarmina disse...

Oi Rafinha, pelo o que vc disse desse livro eu vou amar le-lo.
espero que vc aceite o pedido de parceria que te fiz.
bjos e até mais!

http://luadesangue1.blogspot.com.br/2013/02/resenha-o-diario-de-suzana-para-nicolas.html

Leeh Proença disse...

Oie, Rapha!
Adorei sua resenha :D Você pode não ser muito fã do gênero, mas sou muito fã! Então fico imaginando... Se você que não é muito chegada gostou tanto, o que eu não acharia? (Sério, é muito fácil de me agradar com literatura fantástica :x)
O livro é grandão e isso é uma delícia, ainda mais quando criam mundos completamente novos! Só que eu provavelmente teria que ler esse com os próximos já em mãos... Tenho um sério problema com sagas UHAUHAUHUAH
Enfim, adorei *-*

Beijos,
Leeh - Hangover at 16

Jessica Mendes disse...

Sério Rapha, eu ainda não sei como você consegue fazer resenhas tão bem, chega a dar vontade de ler todos os livros que você posta *o*
Nem me arrisco a fazer resenha, sempre acho que vai sair uma negação U_U
http://www.valeu-a-pena-esperar.com/

Gabriela Wegner disse...

Oi, Rapha...
Tenho visto muitas resenhas positivas desse livro, mas não tenho muita curiosidade de lê-lo, pois não me interesso pelo tema.
Parabéns pela resenha.
Beijos.

http://livrosemeninas.blogspot.com

Kel Costa disse...

Que super resenha, Rapha! Sei que tem gente que gosta de resenha pequena (preguiça de ler), mas eu adoro resenhas grandes, bem trabalhadas, que mostra que o resenhista se envolveu mesmo com aquilo.
Eu tenho vontade de ler esse livro, muita mesmo, mas confesso que ultimamente tem sido super difícil pra mim comprar livros nacionais, pq os valores estão altos demais. Fico aproveitando só quando rola essas promoções malucas rs

Já gostei do 7º guardião *-*

Bjs,
Kel
www.itcultura.com.br

Michelle Bowkunowicz disse...

aaah que resenha!! amei!
fiquei empolgada para ler.
tô com esse livro aqui faz tempo para ler, mas ainda não tive tempo, e por ver grosso, sempre fica por ultimo na fila. terei que passar ele na frete ;-)

http://www.lostgirlygirl.com

bjos

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela visita!
Aproveite e deixe sua opinião a respeito do post, vou adorar! ;)

Para que eu possa responder seu comentário, deixe seu twitter, facebook, e-mail, ou qualquer outra forma de contato rsrs :D

Beijos e volte sempre :*